Paramore BR
Publicado por Gustavo Cândido, arquivado em Listas, Notícias.


O site da Billboard listou 9 clipes para aqueles que estão começando na faculdade se lembrarem da época nostálgica do colégio, e o Paramore está entre os nove, com o clipe de Misery Business, confira:

Ahh, os primeiros dias de faculdade. Tantas possibilidades novas! Tantas pessoas interessantes! Tanta… Saudade de casa? Se por um acaso a ansiedade em relação à faculdade te der um pouco saudades do ensino medo, a gente cuida disso. Tranque-se no seu quarto e volte no tempo com essa lista de 9 vídeos icônicos.

7. “Misery Business” – Paramore

Será que é a letra mais feminista do mundo? Não. Mas é o som perfeito pra curtir quando você está com raiva de alguém e o vídeo demonstra toda essa ira junto com aquela sensação de satisfação vinda de uma vingança bem executada.

Lista completa / Fonte
Tradução e adaptação: equipe do Paramore BR

Publicado por Lívia Rocha, arquivado em Notícias.

hayleyechad1
Chad Gilbert, guitarrista do New Found Glory e noivo de Hayley, listou suas 10 canções favoritas da cantora Björk para o site TeamRock.com, na matéria ele também conta um pouco sobre o relacionamento dos dois. Confira a tradução do trecho:

6. UNRAVEL (Homogenic, 1997)
Unravel é uma canção bem simples. E curta, mas sempre foi uma das minhas favoritas. “While you are away, my heart comes undone / Slowly unravels, in a ball of yarn / The devil collects it with a grin / Our love in a ball of yarn / He’ll never return it / So when you come back we’ll have to make new love.” Essa é a letra da canção. Minha vida toda estive em relacionamentos no qual estou distante da pessoa, e continua sendo assim no meu relacionamento com a Hayley. Entramos em turnê e chegamos a ficar 3 meses sem nos ver, e daí quando voltamos, tem esse pequeno período no qual você se apaixona novamente pela pessoa. Ainda somos os mesmos, mas sem nos ver a 3 meses. Ambos cresceram individualmente, então no reencontro é como se nós começássemos a crescer juntos, é maravilhoso. É como se apaixonar novamente, a letra de Unravel é a descrição perfeita disso.

 

Fonte.

Tradução e adaptação: equipe do Paramore BR

Publicado por Jeany, arquivado em All We Know Is Falling, Entrevista, Hayley Williams, Revistas.


Na edição de setembro da revista americana Alternative Press, Hayley Williams é entrevistada sobre o All We Know Is Falling, primeiro álbum de estúdio da banda e que completa uma década neste ano. Além da entrevista, Kika Chatterjee, fã da banda e auxiliar de edição da AP, também comentou sobre o álbum. Confira abaixo:

Quando você lembra do All We Know Is Falling, tem algum momento específico ou alguma canção dos quais você se orgulha?
Amo todas as músicas, mas tenho muito orgulho de “Never Let This Go” e “Franklin”. “Never Let This Go” é a que me faz lembrar de estar entrando para ensaiar. Ouvir as guitarras enquanto eu pensava na letra, foi o momento que me toquei que soávamos mesmo como uma banda. “Franklin” eu lembro vividamente do instante que estava gravando-a. Foi a primeira vez que tive orgulho de gravar uma canção lenta.

Você só tinha 16 anos quando saiu o primeiro disco. Daria algum conselho de composição para sua versão adolescente?
Tivemos muito tempo pra gravar esse CD e fico feliz por isso, porque consigo sentir cada momento que eu estava vivendo naquelas letras. Cometi muitos erros e ouvi pessoas erradas – até amigos. Mas eu realmente acredito que as coisas acontecem por um motivo, então eu faria tudo do mesmo jeito. Acho que diria apenas “Você está no caminho certo. Você está dando seu melhor e se tiver sorte, ainda vai cometer uns bons erros pelo caminho.”

Alguma lembrança importante do processo criativo deste álbum que ninguém saiba?
Em alguns momentos, a gente sabia que o John Janick [CEO da Fueled By Ramen] ia trabalhar conosco. Ele viria ao estúdio pra ouvir no que estávamos trabalhando e era pra gente estar ensaiando. Só que a gente saia pra ir ao cinema ou fazer outra coisa. [RISOS]
Eu só sei que eu era uma criança. É estranho pensar no quanto a gente era jovem. Mesmo tendo uma banda própria e tendo uma carreira, éramos crianças que queriam ser legais e aprontar.

Qual sua reflexão sobre esse álbum?
Acho que muita gente não gosta de ouvir seu primeiro disco porque é como ler seu próprio diário. Eu particularmente tenho muito orgulho – sem brincadeira – daquele álbum. Tipo, muito mesmo. É incrível olhar para trás. Não tenho muitas fotos de anuário, acho que só tenho até o 7ª série. Mas tenho CDs que posso escutar e letras que escrevi para lembrar exatamente o que eu estava fazendo e pensando naquele momento. Isso é maravilhoso.

Steve Robertson, o representante do Paramore na Atlantic Records, foi quem teve a ideia de deixar com que o All We Know Is Falling construísse sua credibilidade só com o boca-a-boca ao invés de utilizar estratégias de promoção. Mas não tem como negar que foram os vocais de Hayley Williams aos 16 anos que trouxeram o Paramore para os holofotes – e os mantiveram lá – no cenário emo masculino. O espírito do Paramore ainda reina. Ouvir a este disco é como ler seu diário da escola (caso não seja vergonhoso): o álbum traça um laço entre convicção, crença num amor jovem e desdém por aqueles que te fizeram mal. Músicas como “Emergency” e “ All We Know” têm uma grandiosidade que talvez soasse desonesta se não fossem tocadas por adolescentes, e a que se destaca, com certeza é “Pressure” (“some things I’ll never know/and I had to let them go/I’m sitting all alone/feeling empty”) a passagem que prova que Williams já via grandes coisas para si, assim como a banda soube esse tempo todo que fariam um sucesso monumental. A grande estreia do Paramore foi impiedosa e barulhenta, apesar de ser uma banda ainda amadora. Em 2005, Josh Farro era o membro mais velho da banda, no momento, com 17 anos e seu irmão Zac, tinha 15. A banda tinha acabado de perder seu integrante mais velho – que depois retornou – Jeremy Davis, o que causou muito impacto para eles (o lugar vazio no sofá é uma alusão à sua saída). Além disso, o Paramore estava em turnê com bandas mais pesadas na qual todos os integrantes eram homens, o que poderia facilmente ter feito deles os “azarões”. Ao invés disso, o grupo combinou acordes marcantes e refrões potentes (“Brighter” e “Whoa”) que foram os gritos de guerra da revolução que eles iniciaram. É a sinceridade inocente do “All We Know Is Falling” que traz essa nostalgia; faz com que você sinta falta de sentir o amor, o ódio e a tristeza tão intensamente como você sentia antes de realmente entendê-los.” – Kika Chatterjee

Fonte/Scans:

ParamorePhotos.jpg ParamorePhotos.jpeg

Tradução e adaptação: equipe do Paramore BR

Publicado por Jeany, arquivado em Vídeos.


No último dia 12, quarta-feira, o canal oficial do Madison Square Garden publicou o vídeo “Before the Show – Paramore” (Antes do Show – Paramore), um mini documentário gravado antes do show da banda no Beacon Theatre, durante a Writing The Future. O vídeo contém comentários de fãs, da banda e de um dos produtores! Assista legendado abaixo:

Tradução, adaptação e legenda: equipe do Paramore BR

Publicado por Jeany, arquivado em Jeremy Davis, Notícias.


B.o.B, amigo da banda, recentemente lançou “Psycadelik Thoughtz“, seu novo álbum que possui produção de Jeremy Davis em uma das faixas, “Violet Vibrato“. Além da produção, Jeremy também gravou o baixo da música! Ouça abaixo:

Muito bom… Estou animado por você poder, finalmente, ouvir alguma das coisas em que nós estivemos trabalhando… apenas o começo #PsycadelikThoughtz #bobatl

Lembrando que Hayley também já trabalhou com B.o.B, em 2010, em “Airplanes“!

Publicado por Jeany, arquivado em Hayley Williams, Kiss-Off, Vídeos.

http://i0.wp.com/oi59.tinypic.com/11gpwug.jpg
Foi divulgado, recentemente, o quinto episódio completo do “Kiss Off”, no qual Brian O’Connor mostra como é feito o penteado que Hayley usou na apresentação do Paramore no Hangout Festival, esse ano, durante a Writing The Future. Jeremy Davis também aparece brevemente no vídeo! Assista legendado abaixo:

http://i0.wp.com/oi60.tinypic.com/apdavc.jpgClique aqui e se inscreva no nosso canal do YouTube.

Tradução, adaptação e legenda: equipe do Paramore BR

Publicado por Jeany, arquivado em Artigos, Hayley Williams.

http://i2.wp.com/i.imgur.com/bThVA9q.png
Recentemente, Nicky Idika, do PopBuzz, listou 10 situações que somente os fãs da Hayley entenderão perfeitamente. Leia abaixo:

Crescer como um fã da Hayley Williams é legal porque ela é perfeita, mas também intenso porque você tem que defendê-la o tempo todo. Quando alguém fala sobre Hayley de forma negativa, o seu trabalho é sempre fazer ficarem calados. Obviamente.

Aqui estão 10 coisas que só quem é fã de Hayley Williams vai entender.

1) O sentimento quando Hayley muda seu cabelo e tudo que você quer fazer é mudar o seu cabelo também.

2) Quando alguém tenta dizer que ela não tem a melhor voz do pop punk…

3) Quando seus pais lhe dizem para não pintar o cabelo como o da Hayley, senão ele vai cair todo.

4) O que se passa na sua mente quando você está ouvindo Hayley cantar ao vivo pela primeira vez.

5) Quando você olha para o estilo da Hayley e você olha para o seu saldo de conta bancária e percebe que isso nunca vai acontecer.

6) Quando alguém diz: “Eu conheço uma banda melhor com uma vocalista feminina.”

7) Quando você está sozinho em casa sacudindo o cabelo no espelho.

8) Quando você descobre que o Paramore está vindo para sua cidade e você pode comprar os ingressos.

9) Quando alguém diz “você tem outros ídolos?”

10) Quando você percebe que você já é fã de Hayley por 11 anos e você nunca vai parar :O

 

Tradução e adaptação: equipe do Paramore BR
Fonte

Publicado por Anna Paula Flores, arquivado em Hayley Williams, Twitter.

http://i2.wp.com/oi57.tinypic.com/sbod49.jpg
Chad Gilbert, noivo de Hayley Williams, recentemente participou de um Q&A (questions & answers – perguntas e respostas) com fãs no Tumblr da Alternative Press, e uma das perguntas foi sobre como conheceu Hayley. Leia:

Durante a sessão do Chad de perguntas e respostas da AP, ele respondeu ao questionamento de uma fã a respeito de quando conheceu Hayley. “Eu conheci a Hayley na Warped Tour em 2007. Eu era amigo do Paramore naquele tempo. Então, no ano seguinte, nós entramos em turnê juntos e eu não conseguia ficar longe dela. Me apaixonei.” (Claro que foi no acampamento punk-rock de verão)

Sinceramente, tem como ficar mais fofo que isso?

Ele também revelou como se sentiu ao ver sua noiva no clipe da Taylor Swift. “Foi incrível. Me ajuda a convencê-la a relançar Buffy The Vampire Slayer e ser a nova Buffy.”

Em Dezembro, Hayley revelou o noivado com Chad. O casal tornou a relação pública em Setembro de 2008. Ela contou a novidade com um “Hey, adivinha?” no Twitter. Chad acrescentou que ele fez o pedido no Natal.

Fonte
Tradução e adaptação: Equipe Paramore BR

Publicado por Jeany, arquivado em Notícias.


O site NME listou 8 covers essenciais da banda Foo Fighters, e o Paramore, junto com diversos grandes artistas, está na lista. Leia:

Florence + the Machine fizeram Dave Grohl chorar “como um bebezinho” com o cover de “Times Like These” no festival de Glastonbury, disse ele. É completamente compreensível: a decepção de perder um show marcante assim, um show a qual ele tinha se preparado psicologicamente por meses e então vem a Senhorita Welch e dispara um tributo chocante de uma das musicas mais amadas do Foo Fighters. “Dave, se você estiver ouvindo, nós te amamos, todos nós!” Florence falou para a Worthy Farm [local do show] antes do cover tocante e cheio de trompetes. Dave disse “meu coração derreteu”. Mas como são os covers de outros artistas de Foo Fighters? Escolhemos alguns…

Paramore – My Hero

Você poderia imaginar que o Paramore traria mais peso ao som do Foo Fighters, mas essa versão acústica é mais focada na melodia, com a voz de Hayley Williams mostrando todo seu potencial. Foi gravado para a trilha sonora do Superhero Returns, e ela realmente se destaca – principalmente por estar na companhia de artistas como Plain White Ts e Sara Routh.

Lista completa / Fonte
Tradução e adaptação: equipe do Paramore BR

Publicado por Anna Paula Flores, arquivado em Notícias.


No último Domingo (26), o álbum All We Know Is Falling completou 10 anos. O site Fuse relacionou 8 artistas e seus comentários sobre o acontecimento.

Confira a matéria traduzida:

PVRIS – Lynn Gunn (vocalista):
Eu conheci o Paramore com o Jimmy Eat World. Eu tinha 12 ou 13 anos, 7ª ou 8ª série na época. Foi justamente quando eu comecei a me interessar por música e querer fazer isso mas eu nunca tinha visto realmente alguém fazer aquilo, especialmente nenhuma mulher, especialmente naquela idade. Eu lembro de ir até o show e ver ela lá em cima cantando, e eu pensei “se você pode fazer isso, eu posso fazer isso.” Desde essa noite em que eu era uma pequena garota da 7ª série, eu ficava tipo, “eu vou fazer isso, eu vou fazer isso acontecer.” Eu conheço Franklin e Here We Go Again.

SIMPLE PLAN – David Desrosiers (baixista):
Fomos a primeira banda a levá-los em turnê.
Chuck Comeau (baterista):
Era 2004. Tivemos uma ligação de Lyor Cohen, ele era o presidente da Atlantic Records. Foi tipo, “Hey, nós temos essa banda nova que está crescendo. Você poderia nos fazer um favor e levá-los em turnê? Eles são chamados de Paramore.” Nós realmente nunca tínhamos ouvido falar deles, eles tinham acabado de assinar com a gravadora e nunca tinham saído em turnê. Eles enviaram-nos algumas músicas e nós ficamos tipo, “Isso é muito bom, nós adoraríamos levá-los em turnê.” Eles tinham 16.
David: Eu me lembro do baterista vindo até mim tipo, “Ei, você quer ajustar minha bateria?” porque eu amo muito bateria. Ele foi tão incrível. Ele já estava arrasando na bateria só tinha 15. Foi ótimo. Uma vez tinha algumas pessoas da MTV vindo para um show e o baixista me perguntou se podia usar meu wireless porquê eles tinham cabos, mas eles queriam fazer o “flip” com o baixista nas costas do guitarrista. Eu deixei ele usar o meu wireless para que pudesse fazer o flip direito.
Chuck: O disco saiu uns meses depois daquela turnê e eu acho que os nosso fãs, todos os fãs do Simple Plan, estão com a mente aberta e amam ouvir música nova e novas bandas. Logo depois daquilo nós levamos o Plain White T’s em turnê e foi exatamente antes deles estourarem, foi muito legal.
David: Nós estouramos um monte de bandas. Hayley já era ótima no palco, mesmo assim.
Mandril: Todos eles. Quando tocaram, os fãs responderam. Eles obtiveram seus primeiros fãs quando tocaram ao vivo. Assim como nós, quando nós tocamos nossos primeiros shows de abertura para o Sugar Ray, eles estavam na mesma posição. A produtora foi até o Sugar Ray e pediu-lhes um favor… Então nós abrimos para os Bosstones porque poderíamos tocar ao vivo. Se você consegue fazer música, as pessoas vão dizer “Qual é essa banda? Qual é o seu disco? Eu quero comprar essa camisa.” E assim é feito.

THE WONDER YEARS – Dan Campbell (vocalista):
Nós temos memórias distintas com essa banda. Nós só tocamos com eles uma vez em Nova Jersey. A primeira vez que nós saímos em turnê com o New Found Glory foi porquê o Paramore estava em turnê com eles. O Paramore teve que viajar para a Inglaterra para fazer o Reading and Leeds, então nós tivemos que fazer esses shows com o New Found Glory por uma semana. Depois disso nós estávamos dirigindo para casa e um dos integrantes do NFG disse, “por que você não vem para um show do Paramore?” e conhecê-los e ver o quão legais e originais eles eram foi ótimo. Essa é uma banda muito maior do que qualquer outra que eu já conheci em toda a minha vida. Eles tem a força total no palco. Eles são fogos de artifício. Eles têm todos esses títulos e ainda assim são as pessoas mais incríveis e humildes. Hayley é uma bola de fogo, uma tour de force, honestamente é a melhor vocalista de qualquer banda. A melhor vocalista de qualquer banda que eu já conheci. Ela é o topo do topo, além disso até.

PIERCE THE VEIL – Jaime Preciado (baixista):
Eu lembro de ter visto o vídeo do primeiro single quando eu estava em casa um dia e pensei, “essa banda é incrível. É a primeira banda liderada por uma mulher que é boa.” E então me lembrei depois disso que você não pode ver uma banda com vocalista mulher sem que compare com o Paramore porque eles realmente são muito bons. Eu acho que eles trabalharam muito pro momento atual e eu estou realmente muito feliz por eles. É incrível.

NEW FOUND GLORY – Chad Gilbert (guitarrista e noivo de Hayley Williams):
Eu me lembro da primeira vez que ouvi o All We Know is Falling, Jordan [Pundik, vocalista do NFG] tocou para mim e eu não gostei. Nós estávamos fazendo o Coming Home e eu fiquei tipo, “o que é isso? eu não gostei.” E aos poucos cresceu em mim. Nós estávamos fazendo o Coming Home, dirigindo em um carro em Malibu e Jordan estava tocando. Agora eu gostei, eu vi a luz.

TAKING BACK SUNDAY – Adam Lazzara (vocalista):
Eu não posso acreditar que o disco saiu a 10 anos. John tem uma história!
John Nolan (guitarrista): Quando eu estava em uma banda chamada Straylight Run, foi mais ou menos quando o primeiro disco deles saiu, nós estávamos abrindo em uma turnê com o Simple Plan. Eles eram só uma banda iniciante. As pessoas estavam começando a se apegar a eles. Eles estavam assistindo e pensaram “Esses caras vão ser gigantes.” Em um ano eles já eram muito maior que nós. Claro que isso ia acontecer! Eles eram incríveis. Você podia dizer isso desde o início o quanto eles iriam longe.

A DAY TO REMEMBER – Kevin Skaff (guitarrista):
Eu comprei o sofá que eles estão sentados na capa do álbum. Não estou brincando! Eu não tenho o sofá; eu quero ele. Ele está provavelmente no museu do Rock Hall. Eu amo aquele cd. A primeira vez em que eu vi o Paramore eles estavam na turnê do My American Hearts. Eles estavam viajando na SUV com os seus pais. Nós pedimos para eles virem para a festa conosco com o My American Heart em Minneapolis, e eles ficaram tipo, “nós temos que dirigir para o próximo show.” Então eles apenas explodiram e se tornaram o fenômeno que são hoje. É incrível e eu desejo o melhor para todos eles.

STATE CHAMPS – Derek Discanio (vocalista):
All We Know Is Falling! Esse foi provavelmente um dos primeiros discos que eu comecei a gostar, obviamente do Paramore porquê foi seu primeiro cd. Eu me lembro de ouvir pela primeira quando eu estava na Disney World. Eu sempre usava fones de ouvidos quando estava nas montanhas russas na Disney ouvindo Pressure e Whoa.
Tyler Szalkowski (guitarrista): Pressure foi definitivamente minha música do MySpace em algum momento.
Derek: Emergency ainda é uma das minhas músicas preferidas até hoje. Eu estou animado por eles. 10 anos voaram!

 

Fonte
Tradução e adaptação: Equipe Paramore BR


Paramore BR 2011 - 2015 - Direitos reservados.