Paramore BR
Publicado por Lívia Rocha, arquivado em Notícias.


Em um mega artigo do BuzzFeed sobre a carreira das irmãs Tegan and Sara, Hayley fez um breve comentário sobre quando a dupla esteve em turnê com o Paramore, em 2010. Confira:

Hayley Williams disse que o Paramore procuravam uma “banda importante” para acompanhá-los na turnê de 2010. As gêmeas se encaixaram no perfil. “Elas não precisam se esforçar tanto, mas mesmo assim o fazem.” disse Hayley, “E o nome delas é conhecido. Não só por elas terem um ideal, mas porque tocam e cantam músicas de autoria própria que elas escrevem com o coração. Tegan e Sara são autênticas numa indústria que, às vezes, nada parece verdadeiro.

Quando estavam em turnê com o Paramore, Tegan notou uma mudança em sua irmã. “Depois da recepção que os fãs [do Paramore] nos deram, ela percebeu que a gente não era tão “forasteira” no meio daquelas bandas como pensávamos”. Percebi sua confiança crescendo e seu interesse em pop e música eletrônica também, o que virou um grande trunfo pra ela.

Tradução e adaptação: equipe do Paramore BR
Fonte

Publicado por Jeany, arquivado em Notícias.


A Sixthman, criadora de cruzeiros musicais e responsável pelo PARAHOY, publicou, em seu canal do YouTube, um curto vídeo de recapitulação do PARAHOY! 2016. “Nós amamos muito isso. Muito bom. Foi incrível. Obrigado a todos. Significa muito para nós.”, Taylor e Hayley comentaram. Confira abaixo:

Publicado por Jeany, arquivado em Notícias.


Recentemente, a RIAA atualizou seu site com novas informações de certificados conquistados pelos álbuns de estúdio e singles do Paramore. Confira a lista abaixo:

ÁLBUNS (22 de março de 2016):
RIOT! – Platina dupla
BRAND NEW EYES – Platina
PARAMORE – Platina

SINGLES (24 de março de 2016):
MONSTER – Ouro
CRUSHCRUSHCRUSH – Platina
IGNORANCE – Ouro
THAT’S WHAT YOU GET – Platina
PRESSURE – Ouro

EQUIVALÊNCIA DOS CERTIFICADOS:
PLATINA – 1 milhão de cópias vendidas
OURO – 500 mil cópias vendidas
PLATINA DUPLA: 2 milhões de cópias vendidas

Fonte

Publicado por Lívia Rocha, arquivado em Notícias.


Foi publicado na edição de março de 2016 da revista Kerrang! um artigo sobre a situação judicial de Jeremy Davis com o Paramore. Leia traduzido:

Enquanto Paramore navegava no Parahoy durante a semana passada, surgiram notícias de uma batalha judicial que deixam o futuro da banda um pouco incerto…

Quando o segundo cruzeiro do Paramore navegou pelo alto mar no último final de semana, era pra ser uma ocasião especial. O clima era bom, mesmo com as notícias que saíram no dia anterior (4 de março) alegando que a banda estava numa batalha judicial com o ex-baixista Jeremy Davis, que deixou o Paramore em dezembro de 2015.

De acordo com o Tennessean.com, agora a disputa dele é com Varoom Whoa, a empresa que cuida da banda. A questão gira em torno de Jeremy ser ou não sócio da banda e não só um empregado, assim podendo ter direito aos lucros. Varoom Whoa diz que o nome de Hayley é o único que aparece no contrato com a Atlantic Records e que Jeremy era pago como empregado mas recebeu partes do lucro dela porque ela quis ser “camarada”. Jeremy entrou com recurso pedindo pra que reconhecessem sua participação como sócio e agora a Varoom Whoa tenta provar que ele era apenas um empregado.

Mesmo com tudo isso, durante os shows do Parahoy! – O primeiro da banda desde maio de 2015 – Hayley prestou uma homenagem aos antigos membros. “É uma honra tocar com todos que já passaram por aqui”, ela disse. “Foi uma honra tocar com Josh, Zac e Jeremy – todos que já tocaram com o Paramore. Me sinto honrada de ter música e amigos misturados em algo único… só Deus pode fazer isso. Fico feliz que não acabou porque quero continuar.”

Agora Hayley está em casa e trabalhando no próximo álbum da banda e em sua companhia de tinta para cabelo, GoodDYEYoung. Ela tweetou “boa viagem a todos que estão voltando do Parahoy! Foi irado! Agora vou pra casa trabalhar. Album 5 + GDY = 2016”

Tradução e adaptação: equipe do Paramore BR

Publicado por Lívia Rocha, arquivado em Notícias.


A Rock Sound, revista britânica, destacou 10 momentos da edição de 2016 do cruzeiro Parahoy! Confira abaixo:

Bom demais.

Para quem não sabe, o Parahoy! te dá a oportunidade de ver o Paramore – e outros artistas convidados – abordo de um cruzeiro.

A Rock Sound teve sorte de acompanhar a viagem novamente e, cara… valeu a pena! Aprendemos muito. Muito mesmo.

UMA PLATEIA DE 2.500 PESSOAS PODE PARECER UMA FAMÍLIA
Abordo do Parahoy! fica claro que estão todos aqui pela mesma razão – ver uma das bandas mais icônicas de nossa geração e mergulhar na música. O show de inauguração mostrou claramente a intimidade da banda com seus fãs. Estão todos no mesmo barco! (literalmente)

O COVER DE HAYLEY WILLIAMS DA MÚSICA ‘HALLELUJAH’ FOI BRILHANTE!
Mesmo amando a versão de Leonard Cohen, a de Jeff Buckley, ou qualquer outra que você já tenha ouvido; você deveria repensar seu conceito de “favorita” depois de escutar esse cover do Paramore.

O PARAMORE ESTÁ GRAVANDO SEU NOVO ÁLBUM EM NASHVILLE
Hayley e Taylor disseram durante o Q&A que eles vão voltar às raízes e gravar o disco de número 5 um pouco mais perto de casa. A gente mal pode esperar por isso!

PARAMORE NÃO TEM ERRO
Além de ter o próprio cruzeiro, eles conseguem tocar completamente sem esforço canções do primeiro ao último álbum (e ter a mesma resposta dos fãs), é fato.

TALVEZ OS FÃS DO PARAMORE SEJAM OS MAIS DEDICADOS DO MUNDO
Correndo risco de soar como “uma daquelas revistas malucas”, Parahoy! é o único local na Terra no qual você se sente 100% bem em ser obcecado pela banda. De longas canções até as que nunca são tocadas ao vivo, todos os marinheiros parecem saber cada letra.

O LINE-UP DO PARAHOY! FUNCIONA…
Mesmo com a escolha vários artistas parecendo meio estranhas no papel, eles mereciam estar lá. X Ambassadors, CHVRCHES, Lights, Vacationer, MeWithoutYou e New Found Glory todos trazem algo diferente e é essa diferença que mantém a plateia animada.

E É UM LINE-UP CHEIO DE MULHERES FORTES
Duh. Desde Hayley até a Lauren do CHVRCHES e a Lights, é ótimo ver a influência dessas mulheres numa viagem que coincidiu com o Dia Internacional das Mulheres.

NEW FOUND GLORY NUNCA DECEPCIONA
Os Pop-punkers do New Found Glory completam bem a lista por vários motivos e mesmo sendo os veteranos desse cruzeiro, continuam muito relevantes. Parece que eles curtem um típico café da manhã inglês; chamaram dois fãs ao palco, um vestido de ovo e outro de bacon. Fez sentido na hora. Sério.

OS FÃS DE PARAMORE SABEM CANTAR
Quando se junta milhares de amantes de música num mesmo lugar, é óbvio que você vai inspirar muita gente. Desde os vencedores do PARAoke, que têm a chance de cantar com a banda depois até os cantores voz-violão, cantores de karaoke profissional e ouvidores de música, tudo é desculpa para cantar junto. Tá na cara o porque todos perderam suas vozes no terceiro dia.

É UMA EXPERIÊNCIA INCRÍVEL
Os festivais britânicos são os melhores, mas dá pra relaxar num deck sob o sol, olhando o mar? Hum, acho que não. É um pacote cheio de show e atividades, tudo sem a lama – e não é caro como você pensa.

Você fará amizades de todos os países e terá uma experiência inigualável; não tem preço.

PARAHOY É COMO UM ACAMPAMENTO DE VERÃO PARA FÃS DE MÚSICA DE QUALQUER IDADE
Tem risadas, lágrima e muita festa na quantidade certa (ou não…). Junte isso com música, amigos, memórias, comida a vontade, drinks e um sol maravilhoso; pode contar com a gente de novo, e de novo e de novo.

Uma reclamação: é muito rápido!

Tradução e adaptação: equipe do Paramore BR
Fonte

Publicado por Anna Paula Flores, arquivado em Notícias, PARAHOY!.


Chris Payne, editor da Billboard, esteve presente no Parahoy! 2016 e, além de fazer uma análise de todos os dias, destacou 10 momentos sobre o cruzeiro. Confira abaixo:

Paramore é uma das melhores bandas do mundo e seu cruzeiro Parahoy! é uma excursão de rock com o potencial de caracterizar os fãs da banda como uns dos mais fervorosos. O Norwegian Pearl voltou da sua viagem de 5 a 9 de março de Miami para Cozumel e retorno, e a Billboard esteve lá o tempo todo. Não foi tudo glória – Paramore está passando por um momento de instabilidade e, a bordo do Parahoy!, Hayley Williams e cia abordou essa questão do decorrer da existência da banda. Por vezes, parecia um show de rock; depois uma sessão de terapia em grupo. A maior parte do tempo, parecia uma comunidade.

“Isso é enorme para o rock,” disse o guitarrista do New Found Glory, Chad Gilbert, durante o set de sua banda no dia 8 de março. “Muitas pessoas de onde viemos duvidam do impacto causado pelo rock. O fato de que o Paramore consegue esgotar uma viagem de cruzeiro é algo muito grande.”

Abaixo estão os 10 pontos mais altos de nossa cobertura exclusiva:

Hayley Williams fala sobre a saída do Jeremy Davis da banda
As duas apresentações do Paramore durante o Parahoy! foram as primeiras desde maio de 2015 e a saída do baixista Jeremy Davis em dezembro do mesmo ano. Durante o show do dia 07 de março, Williams estava bastante comunicável, o que levou-a a fazer diversas confissões em vários momentos da apresentação. Em um ponto, ela saudou todos os membros de formação da banda, até os que já saíram de forma nada amigável:

“É uma honra tocar com todas as pessoas que estão aqui. Foi uma honra tocar com Josh [Farro], Zac [Farro], Jeremy, todo mundo que um dia tocou no Paramore. É uma honra manter amizade e música combinadas em uma coisa… apenas Deus pode fazer isso. Eu estou feliz que não acabou, pois eu quero permanecer fazendo isso.”

E ela só tinha amor para o atual colega de banda, Taylor York: “Esse último ano foi um ano que para mim, eu nunca quero reviver… Mas, ao mesmo tempo, eu faria de novo se isso significasse entender a sensação de ter uma amizade verdadeira nessa vida. Taylor, muito obrigada por ser incrível.”

Ela também apresentou Joey Howard como o novo baixista do Paramore, assim como o resto do lineup durante o show do dia 07.

Paramore confirma que o quinto álbum de estúdio está a caminho
Mas vamos às notícias boas. Inúmeras vezes durante o Parahoy!, Paramore confirmou o que a Hayley já havia anunciado no Twitter em janeiro – eles estão trabalhando em um novo álbum. Quando perguntada sobre sua lista de desejos para o ano de 2016 durante o Q&A do dia 08 de março, a vocalista respondeu, “Fazer o quinto álbum”. Na noite anterior, no palco, ela admitiu “Nós – para ser honesta – estamos muito mais devagar do que pensei que estaríamos. Às vezes acontecem coisas na vida… Nós vamos prosseguir e fazer uma álbum para vocês… Manteremos vocês informados”.

Paramore abre o primeiro show com sete músicas consecutivas do álbum All We Know Is Falling
No Parahoy!, o Paramore sabe que está tocando para os fãs mais antigos. Eles não sentiram a pressão (entendeu?) de apenas tocar hits; Ao invés disso, fizeram o oposto. Isso foi estabelecido quando eles abriram o set, em 05 de março, com sete músicas de seu álbum de estreia em 2005: “Brighter”, “Emergency”, “Here We Go Again”, “Never Let This Go”, “Pressure”, “Whoa” e “My Heart”.

Paramore tocou “Oh Star” pela primeira vez em anos
A inclusão de músicas do álbum All We Know is Falling foi inesperado no primeiro dia, mas o segundo set do Paramore contou com uma canção ainda mais rara. Em uma noite em que Williams discursava sobre brigas e amizades no decorrer da história da banda, ela tirou do baú “Oh Star”, uma música que apareceu no raro EP de 2006.

“[guitarrista] Taylor [York] e eu nos reunimos pela primeira vez após a escola e compomos pela primeira vez,” Williams explicou para o público no deck da piscina. “Ele tinha 12 anos, e acho que eu tinha recém feito 13.”

Ela comentou que a música nunca sido tocado ao vivo antes (através do YouTube descobrimos que tocaram pelo menos uma vez em 2007), mas detalhes a parte, foi algo raro, de qualquer forma.

Ótimo momento para o New Found Glory
A banda veterana de pop-punk já passou por altos e baixos, mas o Parahoy! parece ter sorrido para o NFG, mas não foi apenas pelo fato de que eles estavam tocando três sets durante a viagem de Miami para o México. As coisas não começaram com o pé direito. A van deles foi arrombada após um show em Miami no Churchill’s Pub no dia anterior ao cruzeiro, forçando-os a correr atrás de documentação para repor os passaportes roubados.

Antes da primeira edição do Parahoy!, eles haviam demitido o guitarrista Steve Klein e foram forçados a aprender a tocar com apenas quatro integrantes. Agora como um quarteto, New Found Glory apresentou 3 sets bem recebidos no Parahoy!. Chad Gilbert havia recém se casado com Hayley Williams e o cruzeiro foi essencial na lua de mel. O baixista Ian Grushka conversou com a Billboard sobre sua recente perda de peso, o fato de ter parado de fumar e beber e adotado um estilo de vida mais saudável. Energias positivas!

Hayley Williams juntou-se ao New Found Glory, Mewithoutyou e Chvrches no palco
Se você está preso por quarto dias em um navio de cruzeiro com algumas bandas, por que não participar de seus shows? No último dia, o Paramore não ia tocar, mas Hayley ainda assim apareceu e cantou com três convidados. Ela apareceu no final do show do New Found Glory e cantou “Vicious Love”, a música da banda de seu marido em que ela participou em 2015, do álbum Resurrection.

Logo após, ela subiu ao palco de sua amada Mewithoutyou para fazer segunda voz e dançar ao som de “Fox’s Dream of the Log Flume” e “All Circles”. E, finalmente, ela se juntou a Chvrches em sua apresentação de “Bury it” no final da viagem do cruzeiro.

Lighs brilhou
Uma das maiores forças da música pop fez uma apresentação eletrizante durante o Parahoy! e se conectou com os fãs de Paramore. A bateria e a guitarra de Lights tornou músicas como “Up We Go”, “Toes” e “Last Thing On Mind” em forças pulverizáveis, com espaço para se projetarem e protelar no ar no meio do oceano, durante a noite. Ela também nos concedeu uma entrevista hilária – ouça-a falar sobre Titanic, Maias, World of Warcraft e muito mais no próximo episódio do nosso podcast.

Festa pop-punk da última noite
DJs de emo e pop-punk apareceram de todos os cantos do país nos últimos anos, mas fechar a noite final de um cruzeiro com adolescentes foi absolutamente mágico. O pessoal de Nashville Is the Reason colocarou todo mundo a dançar no meio do navio. Claro que músicas como “Cute Without the ‘E’” e “I Write Sins Not Tragedies” tiveram melhor resposta, mas músicas como “The Few That Remain” do Set Your Goals (que conta com a participação de Hayley Williams nos vocais), embalou os adolescentes.

Adoração ao Chvrches
Depois de dois álbuns e uma nova e promissora carreira, Chvrches não é mais um segredo. Então não foi surpresa que o trio tocou três sets durante o Parahoy!… mesmo quando Martin Doherty estava vomitando antes de subir ao palco no primeiro show. Entretanto, fizeram um ótimo trabalho ao fechar as apresentações no cruzeiro em sua última noite.

A comunidade e camaradagem
Os fãs do Paramore são incríveis. A atmosfera a bordo do Parahoy! era de uma comunidade unida, mesmo que os membros apenas desfrutem da experiência uma vez a cada dois anos. Você tem a sensação de que o vínculo é um ato culto, mas, na realidade, se trata de uma paixão por uma das bandas de rock mais populares do mundo. E a multidão é extremamente diversificada. Há adolescentes, pessoas de vinte e poucos anos, mães e pais com suas crianças e uma presença forte da comunidade LGBT. #Parawhores de todos os tipos podem tanto tingir seus cabelos de cores diversificadas como ostentar a cor natural dos fios. Mas não é apenas sobre o Paramore. O cruzeiro de 2014 contou com a presença de muitos fãs de Tegan and Sara (foram o maior suporte) e, como os viajantes veteranos tiveram prioridade na compra de ingressos para o cruzeiro de 2016, a presença das irmãs Quin estava sendo sentida. A identidade do Parahoy! foi passada de cruzeiro para cruzeiro. Esperamos que permaneça acontecendo.

Fonte
Tradução e adaptação: equipe do Paramore BR

Publicado por Anna Paula Flores, arquivado em Notícias, PARAHOY!.


Os passageiros do cruzeiro Parahoy! já estão em terra firme e a Billboard recapitulou os acontecimentos do quarto e último dia dessa viagem, além de entrevistar alguns dos convidados que estavam presentes. Confira a matéria traduzida:

O quarto e último dia a bordo do cruzeiro Parahoy! teve uma pequena combinação de tudo para tornar a viagem inesquecível. Fora o Paramore, todos os artistas a bordo se apresentaram, e, mesmo que os anfitriões não tocaram, eles deixaram sua marca no quarto dia.

Após o show do New Found Glory no deck da piscina, Hayley Williams e Taylor York foram ao palco para responder perguntas selecionadas de fãs sortudos. O pessoal de Brooklyn, África do Sul, Brasil e outras localidades tinham perguntas pré-selecionadas para a dupla e uma multidão – quase do tamanho da que compareceu ao show do Paramore na noite anterior – ouviram um pouco sobre a vida pessoal de seus heróis. Hayley adoraria ter estudado criminologia na faculdade, York curte Radiohead e ambos se interessam por uma terceira edição do cruzeiro Parahoy!. De fato, Williams afirmou que adoraria que twenty one pilots estivesse presente. York manteve-se preso a Thom Yorke… E Enya e Kenny G.

Quando questionada sobre a lista de desejos para o ano, Williams respondeu, “Gravar o quinto álbum,” e foi fortemente aplaudida. Essas também foram as palavras utilizadas no show da noite anterior; claramente parece que o Paramore vai trabalhar no próximo álbum de estúdio em 2016.

Após as perguntas e respostas, Williams juntou-se ao marido Chad Gilbert e o restante do New Found Glory no palco para uma apresentação da música “Vicious Love”, que conta com participação de Hayley. Isso foi próximo ao final do terceiro set do NFG a bordo e os fãs que haviam pacientemente aguardado pela participação de Williams – que apareceu com uma camisa estilo havaiana combinando com a da banda – finalmente realizaram seus desejos.

A banda NFG é veterana no cruzeiro então tocando o sexto set da história do Parahoy!, eles já sabem como animar o pessoal no deck da piscina. O quarteto misturou novas músicas, como “Vicious Love”, com colaboração de Hayley, com músicas mais antigas como “My Friends Over You” e “All Downhill From Here”, e também contou com participação de fãs convidados a subir ao palco. Se você é hardcore como eles são, você sabe como dividir o microfone.

No dia anterior, a banda inteira se sentou com a Billboard para um Q&A sobre todas as coisas que estavam acontecendo recentemente com o New Found Glory.
Chad Gilbert sobre a lua de mel (ou a ausência dela) com Hayley Williams:

“Se alguém me perguntar sobre o melhor dia da minha vida, foi definitivamente o nosso casamento. Todos os meus amigos, minha banda, a banda dela, todas as pessoas de L.A, Boston, Miami. Foi perfeito. Para nós, finalmente nos casar foi incrível… No cruzeiro, ela teve que conhecer muitos fãs. Nós provavelmente vamos sair em outra viagem quando tivermos tempo. Nós estamos juntos há oito anos e nos divertimos em qualquer lugar que estamos. Tudo parece uma lua de mel.”

Ian Grushka em ficar sóbrio, perder peso e malhar mais:

“Eu fui para o médico e fiz um exame físico. Fizemos testes cardíacos e respiratórios… Ele disse, basicamente, seu estômago é tão grande que está empurrando seu abdômen para cima e bloqueando 50% da sua respiração e colocando pressão nos seus pulmões. Ou você faz algo a respeito ou você terá um ataque cardíaco. Então aquilo foi o suficiente para me fazer acordar. Eu sabia que não seria fácil fazer isso enquanto festejasse, então fiz tudo ao mesmo tempo. Eu tenho dois filhos, então não posso ter um ataque cardíaco. Foi hora de me posicionar e levar o choque de realidade que estava precisando.”

Tocar apenas com quatro membros na banda:

Grushka: “Nós só tocamos com quatro membros antes, no último cruzeiro. Ainda era muito novo para nós, e agora parece normal.”

Gilbert: “Qualquer banda que saiu em turnê conosco diz que estamos melhor ao vivo agora.”

New Found Glory não foi a única banda que Hayley fez uma aparição surpresa. No show de 8 de março no deck da piscina, Mewithouthyou foi invadido por Williams para as últimas duas músicas do show: “Fox’s Dream of the Fog Lume” e “All Circles“. A vocalista do Paramore apareceu de forma surpreendentemente e fez alguns passos de dança com cada um dos membros entre seus vocais nas músicas. E desse mesmo jeito, ela saiu, junto com a banda, que fez um show de 75 minutos e que com certeza se lembrarão por um bom tempo.

Nas horas que se seguiram, os artistas a bordo fizeram o melhor para arrasar na segunda viagem do ‘Parahoy!’. No Teatro Stardust, X Ambassadors fecharam seu show – para uma plateia ainda maior do que das últimas três noites – com “Renegades” e “Jungle“. No átrio central, um DJ set da Nashville Is the Reason trouxe pop punk com batidas old schools e finalmente fecharam com Saves the Day’s “At Your Funeral” entre uma da manhã. No deck da piscina, tocando para uma plateia agitada que incluía membros do New Found Glory e Vacationer, Chvrches fechou o Parahoy! 2016 com “The Mother We Share“. A vocalista Lauren Mayberry foi cuidadosa e se corrigiu após insinuar que a música era a última ao vivo do Parahoy!. Certamente parece que o cruzeiro pode retornar para um outro ano.

Durante a noite no deck da piscina, Billboard conversou com Lights para um novo podcast de Alt In Our Stars. Aqui está um gostinho do que está por vir:
Sobre viajar com sua filha de dois anos, Rocket:
“Eu não acho que ela sabe que está em um cruzeiro. Eu realmente não sei o quanto ela sabe sobre os arredores, mas ela parece estar gostando.”
Sobre o que Rocket acha da música de Lights:
“Ela nasceu e foi criada com isso. Quando eu estava grávida, estava escrevendo meu último cd. Ela sabe todas as músicas desde sua inserção. As vezes eu canto quando estou me aquecendo e ela me diz para ficar quieta: ‘Shhh!'”
Sobre tocar em mares agitados:

“Estava ventando muito e quase me derrubou. Eu estava parada na beirada, na barricada, e pensei que ia cair. Foi bem assustador – ou não foi assustador, e sim emocionante.”

E finalmente, conversamos com X Ambassadors antes do seu show no Teatro Stardust.
Sam Harris, sobre seu estilo de vida ter mudado desde o crescimento da banda com “Renegades“:
“A coisa principal que mudou foram que nossas agendas estão muito mais lotadas. Estamos viajando o tempo todo. Nenhum de nós esteve em casa por mais de uma semana… É legal porque nós estamos fazendo isso a muito tempo e sempre acreditamos em nós mesmo, e esperamos chegar a esse ponto.”
Sobre músicas novas:
Harris: Nós somos a banda que basicamente escreve e grava na estrada. Nós começamos a escrever coisas para o próximo álbum enquanto mixávamos o antigo. Nós realmente temos muitas músicas. Queremos ver até onde o nosso álbum atual pode nos levar e então teremos material o suficiente para lançar algo incrível. Eu não quero dar nenhuma data exata, mas temos coisas prontas. Temos material, mas não podemos deixar você ver ainda.
Tradução e adaptação: Equipe Paramore BR
Publicado por Lívia Rocha, arquivado em Notícias.


Assim como os dois dias de cruzeiro, a Billboard também analisou o terceiro dia do PARAHOY! e nos contou os melhores momentos do show do Paramore. Confira:

E a banda tocou “Oh Star” — uma das músicas mais antigas — pela primeira vez em um show.

Antes do Paramore subir ao palco no dia 7 de março, a setlist acabou vazando online. “Hallelujah” seria a primeira música, mas todos se enganaram ao achar que seria a conhecida canção do Riot!. Antes de começar – Hallelujah do Paramore – – Hayley cantou a versão imortalizada por Leonard Cohen. Foi uma boa jogada para um show que pareceu uma “sessão de terapia” para a banda, mais ainda do que o show anterior, que foi o primeiro da banda em quase um ano.

“Esse ano que passou foi algo que eu não quero reviver”, admitiu Williams durante o show. “Mas, ao mesmo tempo, eu faria tudo de novo se isso significasse entender o que é ter uma amizade verdadeira nessa vida. Taylor, obrigada por ser incrível.”

A plateia abruptamente gritava “PARAMORE!” enquanto Williams aclamava o guitarrista Taylor York, que agora, é o único membro oficial da banda, depois da saída de Jeremy Davis em dezembro. Hayley não falou em detalhes sobre isso, mas ela saudou os ex-membros:

“É uma honra tocar com todos que estão aqui. Também fico honrada de ter tocado com Josh [Farro], Zac [Farro], Jeremy e todos que já tocaram conosco. É uma verdadeira honra ter amigos e músicas combinados em uma coisa só… só Deus pode fazer algo assim. Fico feliz que não acabou, porque eu quero continuar.”

Williams apresentou a banda toda, membro por membro no começo show, como de costume. Ela também apresentou o novo baixista, Joey Howard e gritou “WE ARE PARAMORE“.

Ao decorrer, Williams também disse ser uma pessoa mais gentil agora com seus 27 anos: “Tem gente que vai confundir sua gentileza por fraqueza. E a maior lição é não deixar que isso te impeça de ser gentil.”

Quanto ao sucessor do álbum homônimo de 2013, Williams deu a entender que uma hora fica pronto…

“A gente — pra ser sincera — está indo mais devagar do que pensei. Às vezes a vida atrapalha… Eu me afastei do Twitter por um tempo. Foi ótimo; vocês deviam tentar. Vamos fazer um disco novo pra vocês… E daremos notícias.”

O set ainda tinha mais uma surpresa, além do cover de “Hallelujah“. Com mais ou menos uma hora de show, o Paramore tocou uma de suas canções mais antigas, a balada “Oh Star” que os fãs só podem ouvir pelo YouTube (a não ser que tenham tirado o Summer Tic EP da Warped Tour de 2006). “A gente nunca tocou essa música, eu acho.” (e de acordo com o Setlist.fm, ela está certa).

Depois de contar como os irmãos Farro a convidaram para a banda (isso incluiu a demissão da vocalista anterior), ela explicou com “Oh Star” foi composta:

“Naquela altura, eu estava numa banda e a gente tinha escrito “Conspiracy” e tínhamos certeza que íamos descolar um contrato com a gravadora Tooth & Nail ou alguma outra. Aaron (Gillespie) estava na Tooth & Nail, então era o que a gente queria. E daí eu e Taylor nos encontramos pela primeira vez depois do colégio pra escrever. Ele tinha 12 anos, acho que eu tinha 13… Escrevemos essa canção muito rápido.”

No geral, a apresentação foi emotiva, mostrando um lado da banda mais parecido com o primeiro álbum.

O terceiro dia do cruzeiro foi tranquilo, os fãs passaram a manhã e a tarde na praia de Cozumel, México, a vontade para explorarem a cidade. Na hora de voltar ao navio, uma tempestade persistiu, trazendo ventos fortíssimos, mas a chuva em si, foi fraca. O show do Paramore foi a atração principal, entretanto Lights fez um show bem consistente no deck da piscina e Chvrches tocou no interior do convés.

Entrevistamos o New Found Glory e Chad Gilbert falou sobre o casamento com Hayley, sua carreira na música e mais. Fique de olho no site para ler essa entrevista, a da Lights e X Ambassadors. Voltamos amanhã com o dia final do Parahoy!

Tradução e adaptação: equipe do Paramore BR
Fonte

Publicado por Jeany, arquivado em PARAHOY!.


Aconteceu, no último dia 7, o segundo e último show da banda na edição deste ano do cruzeiro PARAHOY!. Confira abaixo fotos e vídeos da apresentação:

FOTOS:
10~96.jpg sirinavimana.jpg rafaelajucah~0.jpg
mwacker7a.png mwacker7b.png mwacker7c.png
(Clique nas fotos para ampliá-las)
Clique aqui e tenha acesso a todas as fotos da apresentação disponíveis na nossa galeria.

SETLIST+VÍDEOS:
Hallelujah
Now

Be Alone
Brick By Boring Brick
Feeling Sorry
Daydreaming
Where The Lines Overlap
Grow Up
Tell Me It’s Okay
Hate To See Your Heart Break
O Star
I Caught Myself
Let The Flames Begin
Playing God
The Only Exception
Still Into You
That’s What You Get
Misery Business
Future

SHOW COMPLETO:

Publicado por Jeany, arquivado em Notícias, PARAHOY!.


No segundo dia do PARAHOY!, 6, não houve show do Paramore, mas aconteceram diversas atividades dentro do navio. A Billboard, que está presente, fez uma análise do dia. Confira:

Ontem (6 de março) foi o primeiro dia inteiro do Parahoy no mar. Os hóspedes — especialmente os que estão tendo sua primeira vez em um cruzeiro — tiveram a chance de descansar e conhecer um pouco mais do terreno… ou navio. Nem Paramore ou Chvrches fizeram um show, então os hóspedes tiveram mais tempo para aproveitar o navio, assistir uma das bandas pequenas no palco principal ou fazer uma de suas atividades de fã favoritas.

Ao meio dia, a maioria das pessoas já haviam se regenerado de seja lá qual for a diversão que tiveram na noite anterior. Isso quer dizer que eles poderiam assistir o bingo com Chvrches no teatro externo ou entrar na fila do último andar para sua hora marcada para uma foto com o Paramore (todo hóspede ganhou uma hora marcada).

No deck da piscina, Vacationer acalmou a plateia com um show da tarde relaxante. Depois disso, nós encontramos com o líder Kenny Vasoli para uma entrevista.

Vacationer não é um nome grande, mas o projeto chamado apropriadamente de tropical do Kenny Vasoli deve ter sido uma decisão fácil para os empresários do Parahoy. Vacationer é música de cruzeiro.

Nós conversamos com Vasoli depois de seu show na tarde de ontem. Entre a uma hora de sons de beira de piscina, ecos de xilofone e um baixo pegajoso, Vasoli propôs a cura para a ressaca da noite anterior e fez propostas como, “Vamos dar uma volta na montanha russa da tranquilidade.” Vibes, cara.

“Tem zero tristeza nessa música,” Vasoli admite. “Eu tento fazer disso um alívio de estresse para mim e para a plateia.” Até agora, a música do Vacationer levou a dois álbuns, vários singles e EPs, shows em loja de sufs como Montauk Surg Lodge e South Carolina’s Small Waves e um DJ set patrocinado pela Sperry.

Vasoli criou o Vacationer depois de se cansar da sua primeira banda (seminal pop-punk dos anos 2000, The Starting Line) e passar a querer escrever músicas que se encaixavam melhor suas cordas vocais pós adolescentes. Ele parece um cara que você veria num comercial da PacSun e escuta Beach House, Radio Dept. e Sterolab. Em outras palavras, um raio de sol intruso entre os shows do Paramore, Chvrches e X Ambassadors.

“Eu estava hesitante porque não sabia como os fãs do Paramore iriam nos aceitar,” ele diz. “Mas vê-los nos apoiando está nos ajudando muito.” Vasoli se tornou amigo do Paramore em 2007. Depois de cruzar o país na Warped Tour daquele verão, Paramore e The Starting Line ainda não estavam cansados um do outro e atravessaram o país para uma segunda turnê, dessa vez deles mesmos.

Ele chama o Vacationer de seu ganha pão agora, mas ainda não está totalmente esquecido de seus velhos amigos. TSL lançou um EP ano passado e ele diz que tem material o suficiente para outro. Mas outro LP? “A ordem de escrever e a pré produção para um novo álbum inteiro… Eu não tenho a inspiração para isso. Eu quebro expectativas que os outros tem em mim. Eu só faço o que quero fazer. Não estou interessado em ser um realizador de desejos, e acho que muitas bandas são.”

Ele cogita que poderia fazer mais dinheiro com um emprego tradicional — como o que alguns dos seus velhos colegas de banda assumiram — mas guarda um mantra como um velho surfista: “Nada me deixa mais feliz do que fazer música e nenhuma quantidade de dinheiro me fará mais feliz do que fazer música. É isso.”

E isso funcionou para ele. Em shows do Person L (seu projeto pós TSL), fãs costumavam gritar pedidos como “The Best of Me,” mas com o Vacationer, ele fez um trabalho admirável em se tornar outro artista.

“Eu não sinto que estou quebrando minhas costas ao tocar punk rock aos 31 anos de idade.”

Não arruíne as vibes, cara.

Billboard também conversou com uma celebridade local: Se você está no Parahoy!, você conhece a lenda Rainbow Beard. Adam Reider é um cara amigável que você vai encontrar ao redor do navio inteiro, normalmente combinando sua barba com uma camisa Denver sports e sempre obrigando estrangeiros a corresponder a uma série de “hi-fives”.

A lenda começou no Parahoy! 2014. O morador de San Diego tinha acabado de levar sua filha para um show do Paramore e estava tão impressionado que acabou comprando os tickets para o cruzeiro logo em seguida. Ele conheceu os funcionários do cruzeiro em um evento pré-viagem no Hard Rock Café e foi chamado por Hayley Williams durante o show de abertura do Paramore na tarde. Dali, seu status de celebridade só aumentou.

Billboard ouviu a história dele mesmo.

“Baseada em Tegan & Sara, minha esposa estava fazendo coisas legais no cabelo e minha filha estava pintando o cabelo de vermelho,” ele disse. “Eu pensei que haveria uma grande população LGBT no navio, então eu estava tipo, ‘eu vou pintar um arco-íris na minha barba.”

Voltando para 2016, e vários hóspedes – desconhecidos para o Rainbow Beard – estão apresentando barbas com arco íris pintados feitos a mão. Através do Twitter e o grupo do Facebook do Parahoy!, a sua personalidade se manteve firme entre os hóspedes. Eles se lembram de competições de 2014, onde a lenda realmente veio a vida.

“Eu fui escolhido para a competição do arremesso livre. Estava super nervoso; eu não achava que ia conseguir fazer nenhuma cesta.” Ele se sentiu derrotado, mas então observou o show a beira da piscina no deck principal. Ele não estava totalmente convencido, mas ser Rainbow Beard certamente ajudou bastante.

“Eu fui por último e consegui um flip épico, e acho que a melhor parte foi quando eu fiz o último flip, o navio inteiro gritava ‘Rainbow Beard!'”

É uma história adorável, mas essa foi uma forma de introduzir Adam na indústria da música, mesmo sendo pai e tendo um emprego confortável de tecnólogo. Desde o cruzeiro de 2014, ele usou sua fotografia freelancer (a maioria fotos de por do sol para hotéis) e fotografou o New Found Glory ao vivo e conseguiu se tornar um merchandiser na Warped Tour. Ele foi até mesmo chamado ao Parahoy! como embaixador para o cruzeiro desse ano.

“Isso literalmente mudou a direção da minha vida… E isso é o que eu preciso fazer — eu preciso estar no mundo da música de alguma forma.”

Seu objetivo principal agora é voltar ao Warped nesse verão, e se as bandas forem espertas, já começarão a fazer fila.

Rainbow Man fotografado no deck da piscina do cruzeiro ‘Parahoy!‘ em 6 de março de 2016.

Durante o show do mewithoutYou no palco principal, um fã chamou a atenção para uma de suas músicas “Rainbow Signs”, mas o vocalista Aaron Weiss assumiu o inevitável. “Ah, Rainbow Beard? Ele é uma lenda!” Apenas depois de tirar um tempo para escanear a plateia ele entendeu que os fãs estavam pedindo pela música. Ele estava dentro do navio, conversando com um amigo no hall dos elevadores, bem longe do palco. Nós contamos a ele o que aconteceu e ele não estava muito surpreso.

Para a maioria dos hóspedes, a noite passada foi de festa. Eles se arrumaram em ternos arlequim, uniformes de stormtroopers ou pelo menos vestidos adornados com artes do álbum Paramore e foram até o átrio principal para o Paraprom. Como a maioria das pessoas em um baile formal, eles estavam tímidos de dançar no começo, mas a música não tradicional de baile com “Dance, Dance” do Fall Out Boy e “Sweetness” de Jimmy Eat World os fez se mexer. Mais tarde, “Stressed Out” do Twenty One Pilots. Somente no Paraprom.

Depois da meia noite, a festa se encaminhou até o deck da piscina. O rei e a rainha do baile foram coroados, e Kenny Vasoli, do Vacationer, retornou ao palco para um set de DJ. Ele começou com um set funk-heavy para o local lotado, então foi para algo mais leve como “Sing” de Four Tet’s e “Inspector Norse” de Todd Terje enquanto a multidão aproveitava. Os hóspedes retornaram para os seus quartos sabendo que teriam uma manhã e tarde de relaxamento em Cozumel, México, no dia seguinte.

Continue ligado.

Tradução e adaptação: equipe do Paramore BR
Fonte


Paramore BR 2011 - 2015 - Direitos reservados.