Notícias - Paramore BR
Publicado por Jeany, arquivado em Música nova, Notícias.


O fotógrafo Jeremy Cowart lançou um projeto pelo Kickstarter que consiste na criação de um hotel com oportunidades diversas em nome de caridade e benefício. “Os sabões e xampus serão feitos por mulheres que sobreviveram à violência, vícios e outras dificuldades. A lista só aumenta. Cada quarto no hotel patrocinará a educação de uma criança, com uma placa em cada porta contando sua história”, conta a Rolling Stone.

Em explicação do projeto, Jeremy disse: “Um hotel fornecerá empregos locais, domésticos e internacionais. Patrocinaremos crianças, lutaremos contra o tráfico de pessoas e todas essas coisas incríveis. Pegue esse hotel e coloque-o em Miami, Nova Iorque, Los Angeles, Londres, Paris e ao redor do mundo todo… Está sendo divertido ver pessoas na internet dizerem: “Espera aí, isso realmente pode mudar o mundo”. É um jeito muito prático de fazer um impacto.”

Recentemente a trilha sonora do projeto foi anunciada online e o Paramore está na lista dos artistas presentes, confira abaixo:

The Purpose Hotel Kickstarter Page

Capa do álbum: The Purpose Hotel Vol. 1

Andy Davis / Dave Barnes / Hawk in Paris/ Imogen Heap / Jill and Kate / Johnnyswim / Katie Herzig / Lauren Daigle / Leagues / Marc Scibilia / Matt Stanfield / Matt Wertz / NEEDTOBREATHE / Paramore / Phillip LaRue / Remedy Drive / Secret Nation / Sleeping at Last / The Daylights / Trent Dabbs

Por enquanto, não há confirmação oficial pela banda de alguma música nova. Hayley respondeu a uma fã no Twitter:

“Isso vai ser uma nova música na trilha sonora?” 

“Nãooo! Purpose Hotel é algo que queremos fazer localmente com a nossa comunidade. Mas isso não é promoção para o nosso novo álbum!”

Todos aqueles que doarem 15 dólares ou mais, receberão o álbum digitalmente. Segundo o site ccmmagazine.com, o lançamento oficial da trilha sonora será no dia 14 de setembro.

Redação, tradução e adaptação: equipe do Paramore BR
Fonte
“The Purpose Hotel” no Kickstarter

Publicado por Jeany, arquivado em Entrevista, Notícias, Novo álbum.


Em um recente podcast da Billboard, Zac Farro comentou sobre o novo álbum da banda e a reconstrução da amizade com seus membros. Leia a matéria:

É engraçado como o tempo pode curar feridas antigas.

De volta a 2010, Zac Farro deixa o Paramore com seu irmão Josh, citando diferenças com a vocalista Hayley Williams numa dura carta pública. Paramore seguiu em frente, gravando um álbum de sucesso sem ele, mas seguindo o álbum de 2013, “Paramore”, o baterista original está de volta.
“É uma segunda chance”, Zac diz. “Eu sou tão grato por tocar no álbum, mas isso não foi o mais importante para mim no início. O que importou foi consertar essas amizades… Hayley e Taylor se tornaram grandes amigos meus novamente e eles me dão um grande apoio no meu trabalho.”
Por esses dias, Zac está intercalando seus dias entre Paramore e os preparativos do Sudden Feeling, o novo álbum do seu projeto HalfNoise, que está repleto de ondas tranquilas e que será lançado em 9 de setembro. Nele, Zac é o vocalista e o principal compositor, e você precisa vê-lo trabalhar na sua bateria pessoal quando ele está no palco.
Começando com o crescimento do Paramore de pequenos clubes à arenas, depois de volta a pequenos clubes com a HalfNoise, e então de volta ao estúdio com o Paramore, com um tempinho vivendo na Nova Zelândia – bem-vindo à vida de Zac Farro. E como está sendo trabalhar no novo álbum do Paramore? Ele contou isso tudo no último episódio do podcast da Billboard: Alt In Our Stars.

 

Confira abaixo, em destaque, partes do podcast relacionadas ao Paramore:

Zac: Fizemos o que tínhamos que fazer: restauramos a nossa amizade. (…) Taylor tocou guitarra em alguns shows da HalfNoise. Sinto que ele é como um irmão novamente, meu melhor amigo. Sempre tivemos altos e baixos na nossa amizade, ele tem 26 anos agora e nos conhecemos quando ele tinha 11… É a minha amizade mais duradoura. Sempre passamos por algumas loucuras, sabe, mas sempre restauramos nossa amizade. É o que eu espero. Eu não gosto da maneira como tudo foi para baixo. É duro quando você é novo e está em uma banda. Começamos quando eu tinha 13 anos…

Entrevistador: Então, como está o novo álbum do Paramore?
Zac: Uma das músicas é tipo… [Zac cantarolando]

Oh, você apenas tem que ouvi-la. É muito boa. Muito muito boa. Você tem que esperar para ouvir. (…) As baterias estão ótimas. (…) Eu acho que eles vão gostar. Os fãs são tipo, os melhores fãs. Eles ainda vêm para os meus shows, eles são muito fiéis e incríveis. Eles vão amar. Se você gosta de Paramore, vai amar.

Entrevistador: “Ain’t It Fun” meio que desencadeou esse novo lado do Paramore, o coral gospel… Mas ainda tem, tipo, “Fast In My Car” no álbum, ainda o rock. Então estamos nos perguntando como será…
Zac: Ainda não está acabado, então, quem sabe, talvez umas músicas hip-hop, talvez bluegrass [música popular e tradicional americana], Santana [guitarrista famoso] pode participar de algumas…
Entrevistador: Eu acho que se você chamá-lo, ele pode pensar sobre o caso. (…)

Entrevistador: Você pensa em tocar ao vivo com o Paramore novamente?
Zac: Ah, tenho momentos… Eu nem sei se isso é uma opção. Seria legal, mas eu vivo um dia de cada vez. Estou tocando no álbum, o que é bem legal, eu tenho o meu que está para chegar em 9 de setembro. Tenho minhas coisas correndo… Nós nem conversamos sobre isso, então, sei lá.

Entrevistador: Uma turnê juntos?!
Zac: Ah! Isso seria legal, quem sabe?! Só vou deixar acontecer. Se acontecer, aconteceu. Se não… Vou continuar fazendo minhas coisas. Aconteceu de eu estar tocando no álbum deles, então quem sabe o que acontece depois?

Entrevistador: Você tem ideia de quando ouviremos novas músicas [do Paramore]?
Zac: Não… Não faço ideia. O álbum nem está pronto ainda, então, provavelmente um tempo. Essas coisas levam tempo. Você tem que gravar, mixar… Tem que passar por várias coisas. Não posso lhe dar uma data.

Entrevistador: O Josh está envolvido nisso?
Zac: Não, não… Dessa vez não.

Você pode ouvir o podcast completo (em inglês) clicando aqui.

Tradução e adaptação: equipe do Paramore BR
Fonte

Publicado por Jeany, arquivado em Entrevista, Notícias, Revistas.


A nova edição da revista Kerrang! traz páginas especiais de entrevistas com os irmãos Farro, ex integrantes do Paramore desde 2010, nas quais a banda é mencionada. Confira as perguntas e respostas traduzidas abaixo.

UMA AUDIÊNCIA COM OS IRMÃOS FARRO

PARTE I: ENTREVISTA COM JOSH

É verdade que você não vai tocar nenhuma música antiga da sua carreira?
Josh: Sim, eu acho que a razão disso é o meu foco principal para a minha carreira no momento. Eu quero que as pessoas escutem as músicas e eu acredito nisso tão fortemente que isso pode ser suficiente. Eu não quero tocar mais nada além disso. Talvez eu possa fazer um cover, aleatoriamente. Mas eu acredito na Farro [sua atual banda] muito fortemente – Eu quero que o foco seja isso, e nada do passado.”

Como você se sentiu com o Zac voltando ao Paramore?
Josh: Não sei se ele está mesmo de volta, se ele está, esqueceu de me contar (risos)! É demais, quando ele me disse, pensei “Ótimo! Ele é o melhor baterista que eu conheço então é inteligente da parte deles tê-lo chamado!” Vai ajudar a deixar o novo álbum deles ainda melhor.

Há alguma chance de voltar ao Paramore um dia?
Josh: Ah, como diz Justin Bieber, “nunca diga nunca”, mas neste momento eu diria que não. No entanto, nunca se sabe o que o futuro reserva, essa é a beleza da vida. A gente planeja um certo caminho e na maioria das vezes, ela nos leva pra direção oposta. Então não estou dizendo que não!

Ficamos contentes de saber que vocês estão se falando novamente…
Josh: Sim, verdade. É um alívio. Ninguém gosta de viver com rancor. É sempre bom fazer as pazes com quem te fez mal ou a quem você fez mal, é ótimo não ter mais treta com ninguém! Foi uma das melhores coisas que me aconteceram, pra falar a verdade. É como se tivessem quebrado as correntes que me prendiam. Todo esse tempo levou o rancor embora. É um sentimento muito gratificante.

PARTE II: ENTREVISTA COM ZAC

HalfNoise soa muito diferente do Paramore, tem uma vibe mais indie pop. De onde vem essa influência?
Zac: depois de 8 anos tocando com o Paramore, quando eu saí, quis fazer algo que realmente fosse diferente. Eu não escrevo músicas punk rock ou pop punk. Tenho orgulho do meu passado e ainda escuto esses gêneros, mas no meu próprio som tem uma ponta de Tame Impala, Washed Out e The Flaming Lips. Esse sempre foi meu forte, é isso que eu curto.

Você e seu irmão deixaram o Paramore ao mesmo tempo – Como aconteceu de vocês não fazerem mais músicas juntos?
Zac: Nós estávamos pensando nisso, mas eu estava viajando e a distância me impossibilitaria de estar com ele para compor e gravar, então não deu certo. Quando voltei da Nova Zelândia ele já estava indo ao estúdio com seu projeto Farro, acabei tocando as baterias para ele. Nós seremos irmãos para sempre, eu tenho certeza que terá algo no futuro que poderemos fazer juntos.

Era um assunto delicado, e agora você está gravando as baterias do novo álbum do Paramore. Como isso aconteceu?
Zac: Bem, isso aconteceu porque todos nós ainda moramos em Nashville, é uma cidade bem pequena e nós ainda temos os mesmos amigos – especialmente Taylor e eu. Somos amigos desde que eu tinha 11 anos, e tem aquele vazio de quando você não tem mais seu melhor amigo e é tipo “Bem, então… Qual a razão? Precisamos consertar isso.” Então um dia nós tivemos uma grande conversa e as coisas simplesmente se ajeitaram. E acabamos todos saindo juntos – Hayley também. Taylor tocou guitarra em alguns shows da HalfNoise e começamos a sair novamente. Minha relação com ambos é agora melhor do que nunca. Então, sim, eles não tinham um baterista para o novo álbum e pareceu natural para eles me pedirem. Está sendo muito bom.

É muito bom ouvir isso. Você tem planos de se juntar oficialmente à banda novamente?
Zac: Isso não está em minha mente, para ser sincero, só porque eu não quero esperar isso. É que o Paramore é uma banda muito conhecida, e eles são muito ocupados, então isso naturalmente me faria deixar minha banda de lado e eu estou tão orgulhoso do que estou fazendo agora. Obviamente isso seria uma coisa incrível a se pedir, mas veremos.

Tradução e adaptação: equipe do Paramore BR

Publicado por Jeany, arquivado em Notícias.


A redação da Billboard fez uma matéria com uma breve análise da última era da banda e expectativas para o próximo álbum. Confira traduzido abaixo:

O jogo pop é produzido para a estrela solo, porém ainda precisamos do Paramore para nos ensinar como se dar bem.

O último álbum do Paramore foi lançado em abril de 2013 – um álbum homônimo, com 17 faixas feitas após a saída de alguns membros da banda. Hoje em dia, a banda se encontra na mesma situação.

A líder Hayley Williams, o guitarrista Taylor York e colaboradores estão em estúdio trabalhando no quinto álbum do Paramore, sucessor do álbum anterior em que a banda venceu como maior hit no Hot 100. Em março deste ano, a notícia de que o baixista Jeremy Davis (que deixou a banda três meses antes) não estava apenas se separando do grupo, mas também envolvido em uma disputa legal com o Paramore. “Paramore” chegou após a saída de sócios fundadores Josh e Zac Farro , mas espera – o Zac está de volta para um novo recomeço?

“O ano passado foi um ano que, para mim, nunca mais quero viver.”

Isso foi Williams no palco do PARAHOY!, a apresentação mais recente da banda até agora. Alcançando vitórias com o registro do álbum autointitulado, na sequência da disputa Farro parecia ser uma resolução para a crise da meia-idade do Paramore; em vez disso, aqui vamos nós de novo – Davis deixou a banda por conta da insatisfação com seu salário (Williams é o único membro registrado com o selo do Paramore na Atlantic Records). Mas o que é que eles dizem sobre fechar portas e janelas que se abrem? Williams e York estavam andando com Zac Farro ultimamente, e que não há absolutamente nenhuma confirmação de que o antigo baterista está gravando, essas coisas são geralmente compartilhadas em redes sociais oficiais da banda por alguma razão.

A razão pode estar apenas mostrando algumas comidas chinesas, então teremos que esperar pra ver. O superastro Ilan Rubin tocou bateria com o Paramore e apesar de que Aaron Gillespie da banda Underoath foi baterista ao vivo por vários anos, ele esclareceu que é apenas um trabalho ao vivo. Se Zac está de volta com Paramore de alguma forma, é uma grande reviravolta de quando os Farros saíram, com Josh chamando a banda de um “produto fabricado de uma grande gravadora” em 2010. Digno de nota: o guitarrista disse para a Billboard no último novembro que “tudo está bem” com seus antigos companheiros de banda, seguindo um processo de cura que teve um tempo significativo. E enquanto estamos no assunto com rostos familiares, o rapaz de cabelos compridos é Justin Meldal-Johnsen; ele co-produziu o “Paramore” ao lado do York.

O Paramore evoluiu mas nunca realmente se reinventou. Agora, com três anos de idade, o “Paramore” ainda se prende como o álbum mais forte da banda, e não é por causa dos singles. Os refrões de “Still Into You” e “Now” ficam presos n cabeça, mas não é nada que Paramore já não tenha aperfeiçoado. As últimas grandiosidades do álbum são “Part II”, se lançando em um solo glacial quando você acha que a música já acabou, e os dois minutos luminosos que “Last Hope” gasta com sintetizadores de guitarra bem antes do primeiro refrão, a simplicidade de ouvir Williams cantando sobre beber café e ler jornal enquanto arranha um ukulele. Cada música -cada música de estúdio- que o Paramore lançou antes do álbum foi registrado entre três e quatro minutos e meio. Bom do jeito que era, Paramore era uma banda que precisava se soltar, e o álbum de 17 músicas com três interlúdios de ukulele e um falso final de 8 minutos era exatamente o que eles precisavam.

Com isso sendo dito, muito mudou no Paramore nos últimos anos que não precisamos citar. De volta a seu último hit, “Ain’t it Fun” – não tem exatamente os riffs de guitarra enlouquecidos que suas músicas mais famosas possuem, com seu xilofone brincalhão – teve a participação de um coral gospel. Olhe no Top 40 e em rádios alternativas – os dois formatos que mais apoiaram o Paramore – e você verá isso como parte de algo maior. O alternativo (e o alternativo que consegue adentrar no convencional) se apoia menos e menos em guitarras e mais em teclas, sintetizadores, grupos cânticos e batidas folks acústicas. Você pode provavelmente encontrar espaço pra xilofones e corais nesse espectro também. Mas, diferentemente do comum, o Paramore tem uma década de poder permanente. Eles ainda são um dos poucos artistas que conseguem colocar uma música de rock para animar plateias como “Still Into You” e “Misery Business” dentro do Top 40. Não precisa ser sobre se prender a tradição ou ser considerado “roqueiro”; Paramore é uma das poucas bandas que conseguem injetar pop nesse tipo de variedade.

O álbum autointitulado abriu com uma dessas músicas para animar plateias. Bem no início de “Fast In My Car”, Williams proclama que ela e dois amigos –Davis e York– “passaram por momentos difíceis algumas vezes” mas voltaram mais fortes e sábios. O trio acabou diminuindo para dois, e os fãs de Paramore novamente irão buscar em Williams uma fonte de solidez. Ela seria esperta ao falar abertamente sobre o ano turbulento, especialmente nas letras com a mesma dureza que seus registros antigos sobre beber café e ler jornal. Desde a saída de Jeremy os fãs de Paramore ficaram ávidos para apontar que, mesmo como um duo, eles ainda são uma banda; e a luta de Williams para manter a família unida é algo que várias pessoas poderiam tirar algum aprendizado. A guerra do pop é construída para um artista solo, mas nós ainda precisamos que o Paramore nos ensine como chegar lá.

Tradução e adaptação: equipe do Paramore BR
Fonte

Publicado por Jeany, arquivado em Notícias.


O trio CHVRCHES lançou hoje, segunda-feira (11), o videoclipe oficial de “Bury It”, uma animação com participação da Hayley! Assista ao vídeo:

Gostou? Deixe sua opinião nos comentários.

Publicado por Jeany, arquivado em Notícias.


Em uma entrevista por áudio ao idobi.com, Zac contou que está de volta com o Paramore apenas para gravar as baterias e que HalfNoise é a sua banda. Confira:

“Eles me pediram para tocar a bateria no novo álbum deles. Então Hayley colocou isso no Instagram da banda e no site, a verdade é que eu estou de volta só para tocar as baterias para eles no novo álbum enquanto faço minhas coisas na HalfNoise. É isso, e literalmente é só isso agora. Ninguém realmente perguntou, porque eu meio que previ a pergunta, mas eu estou na HalfNoise – essa é minha banda. Eles me pediram para tocar, e foi tipo, “Sim, claro!”. Nós sempre fomos amigos, e sim, é um pouco estranho porque deixei a banda por alguns anos, mas todas essas coisas nem importam mais e não há ressentimentos, está sendo legal e divertido. “

Tradução e adaptação: equipe do Paramore BR
Fonte

Publicado por Jeany, arquivado em Notícias.


Na parada da Warped Tour em Nashville, hoje (29), Hayley e Brian O’Connor tiveram sua barraca para promover a Good Dye Young, sorteando tinturas e vendendo camisetas. Veja fotos abaixo:

bake_jaker.jpg b_naiman.jpg fahrenfesmire.jpg
_paramoreintl.jpg 00~0.jpg _selina_seker.jpg

Clique nas miniaturas para visualizá-las em tamanho original / Acesse o álbum completo aqui.

Na Warped, Hayley gravou um vídeo para a banda Mirror Eyes:

Someone hacked the gram… #VansWarpedTour @yelyahwilliams @gooddyeyoung

A video posted by MIRROR EYES (@mirroreyesmusic) on

“Oi, sou a Hayley do Paramore. Ouvi falar dessa banda, acho que você deve querer ouvir falar sobre eles também. Eu os conheci numa cafeteria. Eles são incríveis, então, confiram!”

Publicado por Jeany, arquivado em Hayley Williams, Notícias, Premiações.


A revista britânica divulgou, através do Twitter e transmissão ao vivo, os vencedores do Kerrang! Awards 2016, premiação musical anual. Entre os vencedores aparece Hayley Williams eleita como “Tuiteira do Ano”, ganhando dos artistas Jono Yates, Corey Taylor, Mark Hoppus e Becky Blomfield.

“Sua Tuiteira do Ano ééé… @yelyahwilliams”

Siga no Twitter: @yelyahwilliams   @paramore   @paramorebr

 

Publicado por Jeany, arquivado em Notícias.


Hoje, 9, a nova versão de “Bury It”, do CHVRCHES, foi disponibilizada na BBC Radio 1. No relançamento, Hayley tem participação especial, após já ter cantado ao vivo com o trio no ano passado e no PARAHOY! deste ano. Ouça a música abaixo acompanhada do lyric video oficial:

 

 

Publicado por Jeany, arquivado em Notícias.


Após a postagem da foto do Paramore com Zac Farro e Justin Meldal-Johnsen, fãs estão especulando o motivo desse encontro. Considerando que a banda está em processo de criação do quinto álbum, já há diversos rumores sobre Zac Farro e Paramore trabalhando juntos novamente. A revista Alternative Press publicou uma matéria sobre o ocorrido. Leia abaixo:

A banda postou uma foto interessante nas redes sociais, nela, Hayley, Taylor, o ex-baterista Zac Farro e Justin Meldal-Johnsen, produtor do último álbum.

Nessa altura, só se pode especular. Farro tocou nos três primeiros discos do Paramore (All We Know Is Falling, Riot! e Brand New Eyes). Até que em 2010, deixou a banda junto com seu irmão Josh.

Zac ficou na dele desde sua saída e tem tocado nas bandas Half Noise e Novel American. Ilan Rubin foi o baterista nas gravações do álbum “Paramore” e até agora, Aaron Gillespie do Underoath tem tocado com a banda.

O Paramore está atualmente em processo criativo para o seu 5º disco. Acham que Zac está envolvido? Talvez isso não seja provável e essa foto pode não passar de alguns amigos lanchando juntos, mas foi postada nas redes sociais da banda por um motivo. O que será? Entramos em contato com um representante da banda e estamos aguardando retorno. Voltaremos a falar dessa história assim que soubermos mais.

Tradução e adaptação: equipe do Paramore BR
Fonte

Paramore BR 2011 - 2015 - Direitos reservados.